terça-feira, 9 de março de 2010

Elegia ao Carnaval




“...Já é carnaval cidade, acorda p/ ver...”
A vida, as cores, as dores, os prazeres, a vontade, odores ....
Cinco anos atrás escrevia em melodia algo do tipo: Mais não quero isso não...
Hoje nem sei o que dizer a cada dia que passa vejo que o estado é etílico ( na maioria das vezes sempre é). E sob a influência do Old Bull a vida sempre é BUDA e a morte não existe.
Mas é Carnaval meu amor ! e é apenas o segundo dia, e este ano promete, mete, mete, mete... e garante que talvez o sorriso não seja tão barato.
Enzo de Marco

4 comentários:

jorginho da hora disse...

Sei de muita gente que pega a grana prá pagar a faculdade e compra um abadá.
Umabraço !

Rafael Medeiros dos Santos disse...

o único ponto "positivo" do caosnaval é que ele explicita o racismo violento que esta cidade vive. È no carnaval que a polícia deixa claro qual é o seu serviço, e os ricos provam que Salvador vive um regime plutocrático segregacional anti-povo extremamente oligárquico loteando a cidade ao seu Bel prazer. E por falar em Bel, viva ele, que sai ganhando com essa zorra toda.

Rafael Medeiros dos Santos disse...

Vou te ligar pra dar um pulo na tua casa viu seu sacana decadente suicida!

Rafael "Fat Neck" Medeiros disse...

Meu velho, mande seu telefone para meu e-mail, na moral:
ramedeiros00@hotmail.com

Vou ligar para nos encachaçar-mos e mandar-mos um blues doído!