quinta-feira, 23 de abril de 2009

Desmedido


Amanha pela manha, eu não farei nada completamente nada, não acordei, não tomarei banho , não escovarei os dentes e muito menos farei meu desejum, Não farei nada mesmo, ficarei ao mero dispor do destino, ao bel prazer do darma...
Não pensarei, nem escreverei muito menos maldirei as pessoas que andam pelas ruas tristes.
Não amarei , nem tão pouco odiarei, não serei amado menosprezado , injustiçado, nem maldito ficarei completamente só comigo.
Não que seja mera preguiça, nem cansado, apenas quero dar um tempo dessa paranóia, também não gostaria de fazer disso um levante a inércia .
Hoje não quero compor, me expor e nem contrapor, as coisas continuarão sempre como foram e serão.
Talvez depois de amanha eu faça tudo que não farei hoje. Quem definirá será o velho destino o mesmo destino que diz que um nasce cego e um outro nasce sem cérebro, ou que define que será rico ou pobre.
Não quero correr o mundo muito menos ser vagabundo apenas não quero fazer ter e ser....
Enzo de Marco

9 comentários:

jorginho da hora disse...

Velho, tem dias que até pensar irrita. Mas eu captei o espirito da idéia.

Um abraço!

Flor de Lis disse...

Imaginei vc na janela, olhar baixo, pulso forte... Criando força para seguir!

Pedra Rolante disse...

"Na busca do conhecimento, todos os dias algo é adquirido,
Na busca do Tao, todos os dias algo é deixado para trás.

E cada vez menos é feito
até se atingir a perfeita não-acção.
Quando nada é feito, nada fica por fazer.

Domina-se o mundo deixando as coisas seguirem o seu curso.
E não interferindo."

Tao Te Ching(Cap.48)

Forte Abraço, grande Xamã!!!

Rafael Medeiros disse...

"Na busca do conhecimento, todos os dias algo é adquirido,
Na busca do Tao, todos os dias algo é deixado para trás.

E cada vez menos é feito
até se atingir a perfeita não-acção.
Quando nada é feito, nada fica por fazer.

Domina-se o mundo deixando as coisas seguirem o seu curso.
E não interferindo."

Tao Te Ching(Cap.48)

Forte Abraço, grande Xamã!!!

Rafael Medeiros disse...

ôpa, perdoe-me pelo comentário duplicado.

Shagaly disse...

Olá!

Se pudesse, ficaria assim, desligada do universo... Acho que é disso que estou precisando.

Obrigada pelos elogios.

Vou linkar seu blog tb!

Bran disse...

Brigadaço pelo comentário no Blog. Terminei de ler A Leste do Éden, e achei monumental. Ainda estou, de certa forma, dentro dele, respirando ele, e ligado emocionalmente aos seus personagens. Nem consigo começar a ler outro livro, pois ainda entou completamente impregnado. Estou caçando Ratos e Homens. Abraço Enzo. MAntenha-se Louco, combata a Caretice e o Racionalismo Frio a Chato. Fui, grande XAMÂ!!!

Shagaly disse...

OLÁ!

PUBLICARAM UM ARTIGO QUE EU FIZ NO OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA. GOSTARIA QUE VC VISSE. SE POSSÍVEL, COMENTE.

AÍ VAI O LINK:

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos.asp?cod=536TVQ007

UM ABRAÇO!

Bran disse...

6:15 da manhã. Estou dentro do ônibus, passando por Periperi. Olho pela janela, e quem eu vejo? O grande Enzo, com uma camisa muito foda, com uma estampa muito foda(uma fotografia de Pierre Verger, em que se vÊ uma mulher negra). Que pena não olhaste, meu velho. Teria carregado o aceno de um amigo pelo resto do dia.
Abraço. Fui!